Bike 2015

Nem tudo que acaba termina já diria o profeta, eis os numeros do pedal de 2015 pra não dizer que não falei de flores!!!

Odometro 31/12/2014 9268,6

Odometro 31/12/2015 11038,9

Dois mil e quinze foi o ano mágico aonde eu zerei o odometro da bike!

10000

Em 2015 pedalei 1770,3 quilometros uma média de 147,5 km por mês! O mês de menos pedal foi o das férias em março e os de maior coincidem com os meses que pedalei mais pra ir trabalhar.

graf2015

Uma novidade, esse ano marquei todas as vezes em que fui trabalhar de bike no calendário, eis os dados!

trabbie

E pra fechar o gráfico anualizado!

anual

 

Feliz 2016!

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Bike 2014

Mais um fim de ano e como com tradição não se brinca eis os números para a posteridade:

Odometro 31/12/2013: 7600,7

Odometro: 31/12/2014: 9268,6

Pedalado em 2014: 1667,9

Média mensal: 139km

O engraçado é que o numero é somente trinta e poucos quilômetros maior que em 2013 e eu fui andar de bicicleta hoje pra fechar o ano, só que eu não olho pra esse número… nem faço ideia de quanto eu pedalei até sentar pra escrever esse post.

Segue o gráfico:

2014

Eu não anotei os números mensalmente então o pedalado mensal é estimado mesmo…..

E como estatística é a arte de torturar os números pra que eles digam o que queremos, segue o arquivo com o pedal anualizado.

anual

Feliz ano novo!!!!!

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Cabeção 80 anos

O cabeção e a cabecinha

O cabeção e a cabecinha

Hoje você completaria 80 anos, caso estivesse entre nós. Tá difícil ficar sem você velha, naquela noite de 13 de maio quando você estava pra desencarnar e ficamos sozinhos eu pedi que você descansasse um pouco porque eu não aguentava mais ver seu sofrimento eu me senti o mais corajoso dos netos.

Coragem eu preciso agora vó.

Coragem pra assistir a um jogo se futebol sem sentir um nó na garganta, sua bisneta outro dia viu um jogador de olhos fechados durante o hino e disse “Esse tá durmindo” como você faria. Como foi difícil ver essa copa sem você cabeção. Coragem pra ver uma orquídea sem ficar triste, pra ir na sua casa e ver suas plantas, pra tocar a vida sem fazer alarde nem sentir dor.

Espero que passe porque tá doendo pra caralho, tou triste tou puto não acho justo você ter morrido daquele jeito, naquele hospital, com tudo o que você passou. Mas quem disse que a vida é justa?

Vida que segue, hoje eu não vou ao cemitério acredito que você não esteja lá. Vou levar sua bisneta numa festa de um ano do filho de um amigo, celebrar uma vida que começa e amanhã vou num casamento, vidas que se unem.

Obrigado por tudo cabeção, pelas conversas, as partidas de buraco, as sextas feiras aonde eu comprava a cerveja, você fritava a linguiça e ficávamos conversando, as madrugadas assistindo carnaval, os rangos monstros que você fazia, obrigado.

Aonde estiver, esteja em paz que nós vamos tocando daqui, tirando sarro da vida, falando besteira e mandando todo mundo tomar no cú quando todo o resto falhar como você sempre fez.

Obrigado, você foi uma vó do caralho.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Bike 2013

Aqui voltamos ao projeto abandonado desse blog só pra registrar que em 2013 eu pedalei mais de que em 2012 porém menos que em 2011. Seguem os números:

Sem título

 

A partir de Maio a meta é estimada pq nem o odometro no final de cada mes eu tive a paciencia de anotar….

Enfim Feliz 2014 a todos!!!!!!!!

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

bike 2012

Acabou 2012! Um ano bom em muitos sentidos (vai corinthians!)… No começo desse ano ou a dois posts atrás desse moribundo blog eu disse:

Pra 2012 os objetivos continuam os mesmos, não sei se vai rolar a mesma paciência de anotar os kilometros todo fim de mês, mas quem sabe?

Realmente eu não anotei os quilômetros todo mês… até comecei a fazê-lo porém em 14 de junho aconteceu algo muito importante:

leticia

Essa pequena aí chegou ao mundo para redefinir a palavra amor…

O senão é que criança dá trabalho…. aí o pedal ficou bem prejudicado durante os meses de Junho, Julho e Agosto, só retomando de verdade em Setembro… Como eu realmente não anotei os km nos finais dos meses, a partir de maio os dados são estimados….

Enfim segue o gráfico:

GRAFICO2012

A má notícia é que eu pedalei em 2012 531 Km a menos que em 2011,  a boa é que eu consegui me manter acima da média de 110 km por mês!

Pra 2013 é aquela mesma história…. se bater a preguiça ou o esquecimento os dados ficarão incompletos….

Feliz 2013 a todos!!!

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

O fenômeno gangnam style

O video abaixo atingiu o recorde de visualizações de toda a história do youtube.

Nesse momento o video  possui mias um um bilhão de visualizações , exatamente 1.013.328.592

Pois bem, o video foi lançado no dia 15 de julho de 2012, 160 dias atrás.

160 dias são 3840 horas que são 230.400 minutos….

O vídeo possui 04:13 segundos, desde o dia que foi lançado se você pegasse um computador   e ficasse assistindo ao clip seguidamente conseguiria ter chegado ao final do somente 54.640 vezes.

Como o vídeo tem mais de um bilhão de visualizações isso significa que desde o lançamento um média de 18.545 pessoas estavam assistindo ao gangnam style simultaneamente!!!!

Vídeo | Publicado em por | Marcado com , , | Deixe um comentário

Bike 2011

No dia 30/12/2010 eu olhei o odometro da bike e percebi que na média tinha pedalado mais de 100km por mês no ano de 2010. Pra 2011 coloquei como objetivo pedalar 110km por mês.

A cada final de mês colocava no twitter os km pedalados e quanto o Odometro marcava. Trezentos e sessenta e cinco dias depois eis os resultados:

Com um total de quase dois mil quilômetros pedalados podemos solenemente declarar MISSION ACCOMPLISHED mesmo que em dois meses do ano eu não tenha alcançado a mítica marca de 110000 metros pedalados. A média ficou em 164,3 km e os meses aonde o pedal alcançou mais de 200 kilometros foram marcados por dois pedais em Mairiporã e a descida pra Santos na sensacional Rota Marcia Prado.

Pra 2012 os objetivos continuam os mesmos, não sei se vai rolar a mesma paciência de anotar os kilometros todo fim de mês, mas quem sabe?

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

Dia 9 – 04/05/2001 (quarta-feira) – Mendoza

Acordamos após o toque do despertador (8h05), tomamos café (agora mais modesto) e fomos a pé até o parque de Mendoza.

saravá são jorge!

O parque é bem legal e muito bem cuidado com um lindo lago e um “roseiral”.

Eu juro que "isso" é um roseiral, realmente a auto estima dos hermanos é inabalável....

Tínhamos agendado o passeio para as vinícolas e uma fábrica de azeite para às 14h00, de modo que pegamos um táxi ($15) para voltar ao centro e almoçarmos no Subway ($40). Chegamos no albergue e aguardamos a van do passeio que estava lotadinha de brasileiros, o que não tira a graça do passeio. Visitamos a vinícola Weinert e ficamos espantados com os barris, o processo de produção do vinho.

faz o vinho aí maluco!

vários tonéis....

Depois fomos na vinícola Vistandes, que é bem mais moderna. Nenhuma dessas vinícolas exporta para o Brasil, então compramos 3 garrafas para levar para casa.

essa já é mais modernosa cheia dos tonéis de inoxidável coisa e tal.....

 

Por último fomos na fábrica de azeite que basicamente prensa as azeitonas para fazer o azeite extra virgem.

fazer vinho é fácil agora fazer azeite é mais mole ainda!!!

amassa a azeitona e separa o oleo do resto!

Voltamos para o albergue às 19h30 e saímos em seguida para fazer compras. Jantamos novamente no Arturito, eu, um sensacional bife de chorizo e Patricia uma milanesa de carne que também não ficou para trás. Voltamos para o albergue e fomos dormir!

 

rola um passeio de bike pelas vinicolas mas a pancita não quis enfrentar o pedal 😦

Vinho do dia: Estancia Mendoza

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Dia 8 – 03/05/2001 (terça-feira) – Buenos Aires / Mendoza

Acordamos às 7h00 depois de uma noite desmaiados pelo cansaço mais o vinho do dia anterior. Tomamos café e deixamos, às 9h00, o Hotel Rochester Classic que foi nossa casa na última semana.

Adiós Bs. As. (essa era a vista da janela do hotel)

 

Chegamos no Aeroparque antes das 9h30 e ainda tivemos tempo de dar uma volta ao redor do aeroporto para ver passarinhos e um pessoal pescando.

pescaria ao lado do aeroporto......

Como previsto o vôo aterrissou m Mendoza às 13h01 e logo pegamos um táxi para chegar al Albergue ($36). Deixamos as malas no quarto e fomos almoçar no restaurante Arturito – Parrillada para 2 ($164).

e tome-le tripa de boi!

 

Demos uma volta pelo comércio mas tudo estava fechado por causada siesta, então voltamos ao albergue e tiramos a siesta também! Acordamos às 18h30 e saímos novamente para trocar dinheiro e pegar informações turísticas. Tomamos uma Stella Artois, um suco de laranja e uma água em um bar chique do centro ($40) e voltamos para o albergue para tomar mais uma garrafa de vinho enquanto aguardávamos um francês terminar de escrever seu email para usar a internet!

Ultimas noticias: no hay noticias

Como estamos em um quarto privativo com banheiro (na verdade o banheiro fica fora do quarto, mas só nós o usamos)

Era bem estranho sermos os mais “ricos” do local.

Vinhos do dia: Bianchi Borgoña (no almoço)

Vinho de mesa (garrafa sem rótulo) do albergue

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Dia 7 – 02/05/2001 (segunda-feira) – Buenos Aires / Colonia / Buenos Aires

Dia de acordar mais cedo para conhecer el Uruguay. Acordamos às 6h30 da manhã, ligamos a TV e descobrimos que fazia 6º, puta frio! Tomamos café e saímos do hotel com destino à estação do Buque. Passamos pela Imigração que é peculiar. Fica um funcionário da Argentina que carimba sua saída do país e outro do Uruguai que carimba sua entrada no Uruguai. Na volta o processo é inverso.

dorme pancita....

safety first!

 

El sol brilla sobre nosotros. !Vamos Uruguay!

 

O Buque saiu às 9h01 e já fazia um dia com bastante sol apesar do vento frio. Chegamos em Colônia às 12h00 e logo fomos ao posto de informações turísticas para ver o que tinha para fazer. Basicamente ver as paisagens da cidade que é muito bonita e ir aos museus, que tem entrada única (50 pesos uruguaios). Fomos a uma casa de câmbio e trocamos 50 dólares (900 pesos uru). Esse foi o dinheiro que gastamos durante todo o dia. Fomos aos Museus do Índio, Municipal Português, Casa Macarelo, do Azulejo (que estava fechado e vimos por fora).

Almoçamos num lugar chamado Don Pedro, eu carne com salada e Patricia, massa ($550 uru) com direito a meia jarra de vinho da casa.

A tarde a luz ficou perfeita para tirar fotos e baixou o caboclo  suzuki tiradô de foto a mim e eu saí fotografando como um louco.

fogo!

 

 

 

Às 18h00 saímos para pegar o Buque, não sem antes passar no mercado para gastar os uruguaios restantes com um tetrapak de vinho (1 litro!), alfajores e refrigerantes. Pegamos o Buque às 19h01 em chegamosem  Buenos Airesàs 22h01 com planos de comprar algo para comer no hotel e matar o vinho uruguaio!

no a la droga, si a la pizza!

 

Vinhos do dia: Vinho da Casa do Restaurante D Pedro

Santa Teresa Taunat Varietal tinto (embalagem tetrapak)

 

“Se vino al mundo

Y no toma vino

Por qual motivo

Vino al mundo?”

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário